Financiamentos do BNB atingem R$ 2,4 bilhões no primeiro semestre no RN

O Banco do Nordeste contratou R$ 2,4 bilhões no primeiro semestre de 2019 no Rio Grande do Norte. O montante representa um crescimento de aproximadamente 89,3%, se comparado ao mesmo período de 2018, quando o BNB somou R$ 1,27 bilhão em contratações realizadas no Estado. Os financiamentos a projetos de infraestrutura, principalmente para instalação de parques eólicos, chegaram a R$ 1,58 bilhão.
“Estamos estabelecendo parcerias internas que têm nos proporcionado o crescimento dos resultados, respeitando sempre a oportunidade do crédito, além de estamos firmes no relacionamento com os nossos clientes, realizando visitas aos empreendimentos financiados e reuniões de prospecção de novos negócios”, destacou o superintendente estadual Jorge Bagdêve, ao celebrar os resultados e enfatizar o propósito do banco em tornar o FNE cada vez mais relevante para o Rio Grande do Norte e para o Nordeste.
Somente com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), principalfunding da instituição, as aplicações somaram R$ 2,1 bilhões, envolvendo mais de 14 mil operações. As empresas de médio porte são destaques em crescimento no volume de contratações, no comparativo entre os primeiros semestres de 2018 e 2019. De aproximadamente R$ 76 milhões para mais de R$ 265 milhões.
No segmento de micro e pequenas empresas, o Banco concluiu o primeiro semestre de 2019 com o total contratado de R$ 153 milhões no Rio Grande do Norte. O registro aponta crescimento de 37,5% nas aplicações frente ao mesmo período de 2018. No total, foram contratadas 2,1 mil operações de crédito com MPEs no Estado.
No que se refere ao microcrédito urbano, o BNB celebra a aplicação de R$ 271 milhões no primeiro semestre deste ano no RN. O dado representa incremento de 12,7% frente ao mesmo período de 2018. Foram mais de 113 mil operações. São empréstimos realizados por meio do Crediamigo do Banco do Nordeste, maior programa de microcrédito produtivo orientado e urbano da América do Sul.
O programa ampliou, a partir de  1º de julho, o limite do empréstimo, passando de R$ 15 mil para R$ 21mil.

Share this

Related Posts

Compartilhe esta postagem