Serra de São Bento: MP abre inquérito policial para apurar perseguição política na Câmara

O Ministério Público do RN, através da promotoria de justiça da comarca de São José do Campestre abriu inquérito civil, sob nº 037/2018 para apurar suposto crime de perseguição política contra grupo de oposição da Câmara Municipal de Serra de São Bento, que hoje conta com 05 vereadores, sendo a maioria da Casa Legislativa.
Segundo o inquérito, que vai do crime de improbidade administrativa por perseguição política até falsificação de documento público, o atual presidente da Câmara Municipal de Serra de São Bento, vereador João Paulino, não querendo perder o poder tentou afastar 4 vereadores através de um livro de atas criado em paralelo constando sessões que não existiram de fato.
A Polícia Civil já iniciou a investigação da denuncia que envolve além do presidente João Paulino, a assessoria jurídica da CMSSB e até a prefeita do município.

Share this

Related Posts

Compartilhe esta postagem