O favoritismo de Bolsonaro: nunca um candidato que esteve no topo das pesquisas a menos de um mês da votação deixou de ser eleito

O UOL fez um levantamento de todas as pesquisas presidenciais desde 1989.
Resultado:
“Nunca um candidato que esteve no topo das pesquisas a menos de um mês da votação deixou de ser eleito.”
Apesar disso, Mauro Paulino, do Datafolha, garante que Jair Bolsonaro ainda pode perder:
“Nesta eleição, o nível de repúdio aos políticos é inédito, o ambiente de insatisfação e desesperança é maior, com características diferentes e tempo curto de campanha. Houve a indefinição da candidatura do Lula. A eleição começa de fato agora”.
A reportagem completa do UOL pode ser vista aqui
O Antagonista

Share this

Related Posts

Compartilhe esta postagem