Número de brasileiros que desiste de procurar trabalho triplicou desde início da crise

carteira_de_trabalho_-_marcello_casal_jr






Desde o início da crise, triplicou o número de pessoas que gostariam de trabalhar, mas desistiram de buscar uma vaga por acharem que não vão conseguir. O contingente de brasileiros na condição de desalento chegou a 4,6 milhão de pessoas no primeiro trimestre de 2018, ante 1,57 milhão no primeiro trimestre de 2014.
O fenômeno de desalento é comum em períodos de longa crise econômica, quando a longa e infrutífera busca por trabalho provoca desânimo nas pessoas. O desalentado é aquele que não conseguia trabalho adequado ou não tinha experiência ou qualificação, ou era considerado muito jovem ou muito idoso ou não tinha trabalho na localidade que residia.

Share this

Related Posts

Compartilhe esta postagem