A Coisa está feia no RN: Greve na Educação no Estado e Município


Foto: Lenilton Lima

Greve na Educação no Estado

Deflagrada nesta quinta-feira(22), a principal reivindicação dos profissionais da educação estadual é o pagamento da correção de 6,81% do Piso Salarial 2018, que até o momento não aconteceu.

Além da correção do Piso, os profissionais da educação estadual também reivindicam melhorias nas condições de trabalho e o pagamento de direitos que vêm sendo negados: “Os trabalhadores já não aguentam mais serem massacrados pelo governo Robinson. Nossa pauta já acumula 51 itens. Nem mesmo o Piso (Salarial), que está previsto em lei, foi corrigido. Por isso, os profissionais decidiram dar um basta e decretar greve. Não há outra saída”, afirmou a coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso.

Educadores de Natal deflagram greve para exigir correção do Piso e atendimento a pauta.

Os educadores de Natal deflagraram greve, por tempo indeterminado, na tarde dessa quarta-feira (21), em assembleia da categoria, para reivindicar a Prefeitura o atendimento à pauta que já acumula 37 itens. A imediata correção do Piso Salarial 2018, de 6,81%, é a principal reivindicação da categoria.

Os profissionais também exigem melhores condições de trabalho e reformas nas escolas e CMEIS, bem como o pagamento de direitos que vêm sendo negados há vários anos (mudanças de padrão, mudanças de nível, avaliações de desempenho, letras, promoções verticais, quinquênios e os passivos de 2013 acumulados até agora).

Com acréscimo de informações do Sinte-RN


Share this

Related Posts

Compartilhe esta postagem