Compartilhe esta postagem

75% veem Bolsonaro e equipe ‘no caminho certo’, diz pesquisa Ibope; 5% aprovam Temer

75% veem Bolsonaro e equipe ‘no caminho certo’, diz pesquisa Ibope; 5% aprovam Temer
bolsonaroPesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (13) em relação ao trabalho do presidente eleito Jair Bolsonaro e sua equipe indica que:
75% consideram eles estão “no caminho certo”;
14% que eles estão no “caminho errado”
11% não sabem ou não responderam.
O levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), é o primeiro desde a eleição presidencial de outubro. Ao todo, foram ouvidas 2 mil pessoas em 127 municípios entre 29 de novembro e 2 de dezembro.
Governo Temer
A pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira também aborda a avaliação dos entrevistados sobre o governo do presidente Michel Temer (MDB). O levantamento indica os seguintes percentuais:
Ótimo/bom: 5%
Regular: 18%
Ruim/péssimo: 74%
Não sabe/não respondeu: 5%
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em setembro, 78% consideravam o governo “ruim/péssimo”; 16%, “regular”; e 4% avaliavam como “bom/ótimo”.
Compartilhe esta postagem

País terá que discutir valorização do professor, diz secretária do MEC

País terá que discutir valorização do professor, diz secretária do MEC
O Brasil terá que discutir valorização da carreira dos professores, segundo a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Kátia Smole. “Precisa ser bom ser professor em todos os sentidos”, afirmou a secretária a jornalistas após a apresentação da Base Nacional Comum da Formação de Professores da Educação Básica.
A Base Nacional Comum será entregue amanhã (14) ao Conselho Nacional de Educação (CNE), onde será analisada. Ela vai orientar a formação de professores em licenciaturas e cursos de pedagogia em todas as faculdades, universidades e instituições públicas e particulares de ensino do país.
A proposta define ainda dez competências gerais que serão trabalhadas nos cursos de pedagogia e em licenciaturas. Elas são semelhantes às competências previstas nas bases nacionais comuns curriculares (BNCC), já aprovadas, que preveem o que deve ser ensinado nas escolas.
O documento traz também uma sugestão de progressão de carreira. “Essa [a valorização docente] é uma discussão que o Brasil vai ter que fazer. A gente está começando a trazer isso pelo viés da formação e nós esperamos que seja uma valorização, inclusive social, que seja discutida ao longo dos próximos anos”, diz Kátia.
De acordo com o texto, os professores irão progredir de acordo com o desenvolvimento de determinadas competências e habilidades. Haverá quatro níveis de proficiência: inicial, para o formado na graduação; probatório, para os novatos; altamente eficiente, para quem está em nível avançado na carreira e deverá demonstrar habilidades complexas; e o líder, que estará no nível mais alto e terá responsabilidades e compromissos mais amplos.
Indução de políticas
A proposta para plano de carreira deverá, segundo o MEC, ser discutida ainda com as entidades representativas dos estados e municípios. Apesar de a maior parte dos professores da educação básica estar vinculado a estados e municípios, Kátia diz que o MEC pode “induzir políticas” para a valorização dos professores.
Perguntada sobre a continuidade dessa discussão no governo de Jair Bolsonaro, Kátia diz que não pode responder pela próxima gestão do MEC. “A equipe de transição está no MEC e estamos compartilhando com eles todas as políticas que estão em desenvolvimento e as que estamos deixando para discussão. Indicamos que entregamos a Base para a formação de professores ao CNE. A responsabilidade passa a ser do CNE”, diz.
A Base Nacional Comum também define as competências que devem ser aprendidas por todos os professores do Brasil. Além das dez competências gerais, o documento aponta quatro competências específicas que deverão ser desenvolvidas em cada uma das seguintes três dimensões: conhecimento profissional, prática profissional e engajamento profissional.

Agência Brasil
Compartilhe esta postagem

“A acusação que me fazem não é verdadeira”, diz Agripino sobre denúncia de funcionário fantasma

“A acusação que me fazem não é verdadeira”, diz Agripino sobre denúncia de funcionário fantasma
O senador José Agripino se manifestou acerca da denúncia oferecida pela Procuradoria-geral da República (PGR) acusando-o de manter um funcionário fantasma no gabinete durante sete anos. Ele nega qualquer acusação e acredita que o caso será esclarecido com a defesa apresentada.
“A acusação que me fazem não é verdadeira. Nunca tive nos quatro mandatos de Senador que exerci nenhum funcionário fantasma no meu gabinete. Asseguro que isso ficará demonstrado na resposta que oferecerei à denuncia”, disse.
De acordo com a PGR Raquel Dodge, as investigações revelaram que um homem identificado como Victor Neves Wanderley repassava o salário recebido no Senado a Raimundo Alves Maia Júnior, que era a pessoa que efetivamente prestava serviços ao parlamentar. Isso ocorria, de acordo com o Ministério Público, por conta de Raimundo ser servidor da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, e estar impedido de assumir o cargo no Senado.
Raimundo recebeu a remuneração ao longo de 84 meses, o que resultou em um prejuízo de R$ 600 mil aos cofres públicos. Raquel Dodge pede o ressarcimento dos valores, indenização de R$ 1,2 milhão a título de danos morais coletivos e perda da função pública.
Compartilhe esta postagem

Desespero: Jovem de 17 anos, morre por falta de atendimento médico em São Paulo do Potengi (VEJA VÍDEO)




Jovem de 17 anos, jogava futebol com amigos, quando passou mal e foi levado ao hospital da cidade de São Paulo do Potengi, pelos amigos. O socorro demorou mais de 3 horas. O jovem não resistiu e acabou morrendo na porta do hospital.

O caso está gerando repercussão nas mídias socias, depois que a situação foi filmada por pessoas que estavam na unidade hospitalar. A polução denuncia descaso na saúde do município. Falta remédios, médicos e ambulância.
Compartilhe esta postagem

Abono Salarial do PIS, calendário 2018/2019, começa a ser pago para os nascidos em dezembro

Abono Salarial do PIS, calendário 2018/2019, começa a ser pago para os nascidos em dezembro

Mais de um milhão de trabalhadores em todo o Brasil têm direito ao benefício
A CAIXA inicia, nesta quinta-feira (13), o pagamento do Abono Salarial do PIS (Programa de Integração Social) calendário 2018/2019, ano-base 2017, para os trabalhadores nascidos no mês de dezembro. Os valores, que variam de R$ 80 a R$ 954, são relacionados ao tempo de trabalho durante o ano base. Trabalhadores com conta na CAIXA, titulares de conta individual com cadastro atualizado e movimentação na conta, recebem o crédito automático nesta terça-feira (11).
Os pagamentos do Abono Salarial do PIS são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho, com os nascidos naquele mês. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis para retirada até 28 de junho de 2019. Para os nascidos em dezembro, estão disponíveis mais de R$ 1.3 bilhão para 1.8 milhão de trabalhadores. O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo CAIXA Trabalhador, no site da CAIXA (www.caixa.gov.br/PIS) ou pelo Atendimento CAIXA ao Cidadão: 0800 726 0207.
Em todo o calendário 2018/2019, foi disponibilizado R$ 16,3 bilhões para 22,3 milhões de beneficiários. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano-base 2017.
Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento CAIXA Aqui ou aos terminais de autoatendimento da CAIXA. Caso não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha recebido automaticamente em conta CAIXA, o valor pode ser retirado em qualquer agência da CAIXA, apresentando o documento de identificação.
Compartilhe esta postagem

Secretaria de Agricultura realiza escavação de cacimba no Sítio Riachão em Jucurutu

Secretaria de Agricultura realiza escavação de cacimba no Sítio Riachão em Jucurutu

Por meio da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente o governo municipal de Jucurutu está realizando a escavação de cacimbas na zona rural. Desta vez a localidade atendida foi o Sítio Riachão. A iniciativa visa atender os anseios do homem do campo, buscando alternativas para amenizar os efeitos da seca que assola toda região.



De acordo com Célio Alves, Secretário de Agricultura também será instalada uma nova bomba para auxiliar outra que já existe no poço que atende os moradores. Antes esse serviço era realizado através de uma bomba de um proprietário particular e a atual gestão solucionou o problema.
Compartilhe esta postagem

Comente! Compartilhe:FacebookTwitterGoogle+WhatsApp 11 Dez 2018 Por Blog do Seridó em Brasil ‘Farta prova documental’ põe Lula como proprietário de sítio, diz Lava Jato

Comente! Compartilhe:FacebookTwitterGoogle+WhatsApp  11 Dez 2018  Por Blog do Seridó em  Brasil ‘Farta prova documental’ põe Lula como proprietário de sítio, diz Lava Jato
LULAEm alegações finais, o Ministério Público Federal, no Paraná, aponta que há “farta prova documental” de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era “proprietário de fato e possuidor” do sítio de Atibaia. O documento de 366 páginas, subscrito por 12 procuradores da República que integram a força-tarefa da Operação Lava Jato, reitera o pedido de mais uma condenação do petista.
Lula está preso desde 7 de abril, sentenciado a 12 anos e um mês de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá. O petista nega ser o dono do sítio.
“Os variados elementos de prova comprovam que Lula atuava como proprietário de fato e possuidor do sítio de Atibaia e, nessa condição, Fernando Bittar autorizou e se envolveu na realização de obras ocultas e escondidas para Lula realizadas no sítio por Bumlai, Odebrecht e OAS”, afirma a Lava Jato.
Compartilhe esta postagem

Homem mata quatro e comete suicídio durante missa

Homem mata quatro e comete suicídio durante missa
tiroteio-campinas








Um homem matou quatro pessoas e deixou quatro feridas durante uma missa na Catedral Metropolitana, no Centro de Campinas (SP), na tarde desta terça-feira (11), segundo o Samu, Bombeiros e Polícia Militar. O suspeito pelos disparos na igreja cometeu suicídio em seguida.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito teria entrado na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38, e se matado em frente ao altar após os crimes. Ele foi identificado pela Polícia Civil como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, com (CNH) registrada em Valinhos (SP). A PM chegou a falar que o atirador havia matado cinco pessoas, mas depois corrigiu a informação.
Compartilhe esta postagem

Fátima anuncia Virgínia Ferreira para Secretaria de Administração do RN

Fátima anuncia Virgínia Ferreira para Secretaria de Administração do RN
virgA governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou nesta terça-feira (11) que escolheu a economista Virgínia Ferreira para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos do seu governo. A nova gestão vai assumir o Estado no dia 1º de janeiro de 2019.
Fátima declarou que a experiência e a competência técnica da futura auxiliar serão importantes para que o governo atinja as metas de controle nos gastos públicos, modernização da gestão, contenção de despesas e de valorização dos servidores.
Compartilhe esta postagem

Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens

Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
Um novo estudo, promovido pelo Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo, sugere que a infecção pelo vírus Zika também possa trazer complicações para os homens. Segundo a pesquisa, liderada pela infectologista Vivian Avelino-Silva, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o zika pode causar infertilidade.

Quatorze homens infectados pelo vírus em 2016 participaram do estudo. Cinco deles fizeram o exame de espermograma e, em quatro, os resultados ficaram fora dos parâmetros de normalidade estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
“Observamos que, dentre os cinco homens em que fizemos a coleta de sêmen, quatro tinham o valor fora do normal, considerando a normalidade com referência da OMS. Isso sugere que pode existir um efeito de infecção por Zika que a gente ainda não conhecia, que é uma alteração prolongada, talvez até permanente, de infertilidade entre os homens”, disse Vivian em entrevista à Agência Brasil.
O estudo não é conclusivo e aponta a necessidade de que novas pesquisas sejam feitas. A pesquisadora destacou que a amostra era pequena e que a equipe não tinha exames desses cinco homens antes da infecção para comprovar que a alteração foi feita pelo zika.
“Não conseguimos provar, mas já existem estudos em animais que sugerem resultados semelhantes. Por isso achamos que o resultado é importante para que seja feito um estudo com um número maior de homens”, ressaltou a pesquisadora do Departamento de Moléstias Infecciosas e Parasitárias.
Agência Brasil

Compartilhe esta postagem

Após bate-boca, Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselman “reatam” com intermédio de Onyx

Após bate-boca, Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselman “reatam” com intermédio de Onyx
A paz pelo Brasil, pelo governo @jairbolsonaro e pela nossa bancada do @PSL_Nacional. Irmãos são assim. Simbora minha gente, mudar o Brasil de verdade. Vamos em frente!!!
2.511 pessoas estão falando sobre isso
Depois do bate-boca no grupo da bancada do PSL no WhatsApp entre Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselman, o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, entrou em campo para serenar os ânimos, mas a disputa deixou rusgas.
Eduardo e Hasselman tiveram uma reunião na manhã desta terça-feira (11) no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do governo de transição. Na saída, ela publicou nas redes sociais uma selfie ao lado dele fazendo um coração com as mãos.
Eduardo Bolsonaro não fez postagens públicas. Relatou a aliados que as arestas pareciam aparadas. A bancada do PSL se reunirá com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, na quarta-feira (12).
Segundo a Folha apurou, ainda na semana passada, Onyx pediu a Hasselman que conversasse com o filho do presidente.
Eduardo Bolsonaro estava em Foz do Iguaçu (PR) para a Cúpula Conservadora das Américas e nesta terça eles enfim se encontraram em Brasília.
“O problema que nós temos, que não é um problema, é uma solução, é que temos muita gente boa e capacitada que estava trabalhando em paralelo”, disse Hasselman.
“Eu trabalhando, Eduardo trabalhando, [deputado goiano do PSL Delegado] Waldir trabalhando, e faltou simplesmente uma conversa. A minha ideia é sempre somar.”
A deputada eleita tenta se viabilizar para assumir a liderança do PSL na Câmara, mas, na opinião de colegas, foi pouco jeitosa. Citam, além do entrevero com o filho do presidente, momentos em que ela disse no grupo que não tratava com dirigentes regionais ou não respeitava a opinião dos demais.
Desde a eleição, Hasselman se tornou desafeto público do deputado federal Major Olímpio (PSL-SP), que se elegeu senador por São Paulo. Delegado Waldir é aliado de Olímpio e tem apoio de seu grupo para se eleger líder do PSL na Câmara.
“Se existe um lado bom em uma coisa ruim, que é essa briga e esse vazamento, é a unidade que gerou entre todos os parlamentares”, comentou Olímpio. Seu grupo diz que a votação para líder da bancada do PSL terá resultado unânime.
No bate-boca por WhatsApp na quinta-feira passada (6), Eduardo Bolsonaro escreveu que “salta aos olhos a intenção da Joice de ser líder [do partido] e assim como já demonstrou na época da campanha ela atropela qualquer um que esteja à frente de seus objetivos”.
“Joice, sua fama já não é das melhores. A continuar assim vai chegar com fama ainda maior de louca no Congresso. Favor não confundir humildade com subordinação. Liderança é algo automático, não imposto”, disse ele.
A deputada eleita respondeu que não admitia que Eduardo falasse com ela dessa forma. “Não te dei liberdade pessoal nenhuma, portanto, ponha-se no seu lugar. Minhas discussões aqui são políticas e não pessoais. Se formos discutir a questão ‘fama’, a coisa vai longe. Então não envergonhe o que seu pai criou.”

Hasselman afirmou então que Eduardo falha na liderança do partido na Câmara e que a articulação do PSL —sigla que elegeu 52 dos 513 deputados— no Congresso está “abaixo da linha de miséria”.

Folhapress
Compartilhe esta postagem