PSDB de Jucurutu solicita a Justiça Eleitoral revisão de locais de votação na Zona Rural

PSDB de Jucurutu solicita a Justiça Eleitoral revisão de locais de votação na Zona Rural

A Zona Rural de Jucurutu tem hoje mais de 4 mil eleitores distribuídos em 20 seções

O PSDB de Jucurutu, através do seu presidente, o advogado Julinho Queiroz, ingressou com pedido de revisão dos locais de votação na 27ª Zona Eleitoral de Jucurutu. A Justiça Eleitoral ainda em 2019, modificou os locais de votação, acabando com todas as urnas da zona rural e transferindo todos os eleitores para votar na zona urbana.

Mas, a Zona Rural de Jucurutu tem hoje mais de 4 mil eleitores distribuídos em 20 seções. Devido a distância e dificuldade de acesso, a peça apresentada a 27 Zona Eleitoral destaca as comunidades de Espinheiro, distante 23 km da cidade; Mutamba, que fica há 30 km e a Serra do João do Vale, 25 km de Jucurutu.

“Diante do momento de pandemia que estamos vivendo, precisamos retornar as urnas para a zona rural, evitando maiores aglomerações na cidade e dando mais conforto a população para poder votar próximo a sua casa, fortalecendo cada vez mais a democracia com o exercício do voto”, argumentou o advogado Julinho Queiroz.

Compartilhe esta postagem

Veja o perfil do delegado Rolando Alexandre de Souza, novo diretor-geral da Polícia Federal, nomeado por Bolsonaro

Veja o perfil do delegado Rolando Alexandre de Souza, novo diretor-geral da Polícia Federal, nomeado por Bolsonaro
Delegado Rolando Alexandre de Souza Foto: Divulgação
O presidente Jair Bolsonaro nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza para ser o novo diretor-geral da Polícia Federal. A nomeação saiu em edição extra do Diário Oficial. Atual secretário de Planejamento da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Souza era subordinado a Alexandre Ramagem. Ele tem o apoio do diretor-geral da Abin para ocupar o cargo na Polícia Federal.
Rolando Alexandre de Souza é delegado da Polícia Federal. Foi superintendente da PF em Alagoas entre 2018 e 2019. Em setembro de 2019, a convite de Alexandre Ramagem, assumiu o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Abin.
Na PF, Rolando também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e ocupou cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros e na superintendência em Rondônia.
Com informações do G1
Compartilhe esta postagem

Estudo relaciona consumo de selênio com taxa de recuperação da Covid-19

Estudo relaciona consumo de selênio com taxa de recuperação da Covid-19
Foto: Creative commons
Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Surrey, na Inglaterra, identificou uma ligação entre a taxa de recuperação do Covid-19 e o consumo regional de selênio na China. O estudo foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition.
Essencial para a saúde humana, o elemento químico pode ser obtido através da dieta (pela ingestão de peixe, carne e cereais) e já demonstrou ser importante no combate ou progressão de várias doenças. Um exemplo claro disso pode ser observado em pacientes com HIV: a falta de selênio mostrou ser um fator importante na progressão do vírus e de sua doença.
Casos opostos
A China possui populações com os níveis mais baixos e mais altos de selênio do mundo. Isso porque as diferenças geográficas do solo afetam a quantidade do elemento que estará presente na dieta da população. Cientes disso, pesquisadores liderados por Margaret Rayman, professora de medicina da Universidade de Surrey, se propuseram a investigar a relação entre os níveis de selênio de uma população e o número de casos recuperados de Covid-19.
Examinando dados de províncias com mais de 200 casos e cidades com mais de 40 casos, os cientistas descobriram que áreas com altos níveis de selênio eram mais propensas a apresentarem mais pacientes que haviam melhorado seu quadro.
Na cidade de Enshi, pertencente à província de Hubei, onde é registrada a maior ingestão de selênio na China, a taxa de recuperação dos pacientes era quase três vezes maior do que a média para todas as outras cidades. Por outro lado, na província de Heilongjiang, onde a ingestão de selênio é uma das mais baixas do mundo, a taxa de mortalidade por Covid-19 foi quase cinco vezes mais alta que a média de todas as outras províncias.
Mais estudos são necessários
Ramy Saad, médico do Royal Sussex County Hospital, no Reino Unido, disse que a correlação é convincente, tendo em vista pesquisas anteriores sobre selênio e doenças infecciosas. “Uma avaliação cuidadosa e completa do papel que o selênio pode desempenhar na Covid-19 certamente é justificada e pode ajudar a orientar as decisões de saúde pública em andamento”, concluiu.
Ainda assim, a médica estatística Kate Bennett pondera: “Existe uma ligação significativa entre o status de selênio e a taxa de recuperação da Covid-19, no entanto, é importante não exagerar essa descoberta; não conseguimos trabalhar com dados de nível individual e não conseguimos levar em conta outros fatores possíveis, como como a idade [dos pacientes] e [a existência de] doenças subjacentes.”
Galileu

Compartilhe esta postagem

Receita Federal libera inscrição de novos CPFs por e-mail, sem custo e para qualquer idade

Receita Federal libera inscrição de novos CPFs por e-mail, sem custo e para qualquer idade
RECEITA FEDERALA Receita Federal anunciou nesta segunda-feira (13) que passará a receber novas inscrições para o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) por e-mail. A medida entra em vigor nesta terça (14), e a emissão será gratuita. Antes, a requisição do CPF custava R$ 7.
A intenção, segundo a Receita, é facilitar o acesso de famílias ao auxílio-emergencial de R$ 600, que será pago durante três meses em meio à pandemia do novo coronavírus. Além de profissionais informais e microempreendedores, o benefício também vale para mães e pais chefes de família que se encaixem nos critérios da lei. Para isso, no entanto, é preciso cadastrar o CPF de todos os filhos, de qualquer idade.

Compartilhe esta postagem

Devidos aos efeitos da pandemia de covid-19, FMI prevê queda de 5,3% da economia brasileira este ano

Devidos aos efeitos da pandemia de covid-19, FMI prevê queda de 5,3% da economia brasileira este ano
Foto: © Marcello Casal jr/Agência Brasil
Devidos aos efeitos da pandemia de covid-19, o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta queda de 5,3% da economia brasileira este ano. A previsão para a queda do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi publicada hoje (14) pelo FMI no relatório Perspectiva Econômica Mundial (World Economic Outlook, no título em inglês).
No relatório divulgado em janeiro, antes dos efeitos da pandemia de covid-19 na economia brasileira, a previsão do FMI era que a economia brasileira cresceria 2,2% neste ano.
Para 2021, a previsão é de recuperação, com crescimento do PIB em 2,9%. A estimativa anterior para o próximo ano era 2,3%.
A previsão para América Latina e Caribe é de queda de 5,2% da economia, neste ano, e crescimento de 3,4%, em 2021.
“Entre os mercados emergentes e as economias em desenvolvimento, todos os países enfrentam uma crise de saúde, um severo choque de demanda externa, um aperto dramático nas condições financeiras globais e uma queda nos preços das commodities, que terão forte impacto na atividade econômica dos exportadores de commodities”, diz o relatório.
A economia mundial deve apresentar queda de 3%, em 2020, e crescer 5,8% no próximo ano. Em janeiro, o FMI previa que a economia mundial cresceria 3,3% este ano. O FMI destaca que “foi uma revisão extraordinária em um período tão curto de tempo”.
As economias avançadas, como os Estados Unidos, a Alemanha e o Japão, entre outros, devem ter queda de 6,1% no PIB, neste ano, e crescer 4,5% em 2021.
O FMI destacou que políticas eficazes são essenciais para prevenir resultados piores. “As medidas necessárias para reduzir o contágio e proteger vidas afetarão a curto prazo a atividade econômica, mas também devem ser vistas como um investimento importante na saúde humana e econômica a longo prazo. A prioridade imediata é conter as consequências do surto de covid-19, especialmente aumentando as despesas com saúde para fortalecer a capacidade e os recursos do setor, adotando medidas que reduzam o contágio”, diz o FMI.
Agência Brasil
Compartilhe esta postagem

Segunda fase da vacinação contra influenza acontece de 16 de abril a 08 de maio

Segunda fase da vacinação contra influenza acontece de 16 de abril a 08 de maio

Foto ilustrativa: Nilcem Fernandes/Governo do Tocantins
Profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 15 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade serão público-alvo da segunda etapa da campanha contra influenza, que acontece de 16 de abril a 08 de maio. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal vai disponibilizar as doses nas 63 salas de vacinação das unidades básicas (UBS) da cidade. A meta é imunizar cerca de 43 mil pessoas na segunda fase.
“Vale lembrar que a vacina age contra os principais tipos de gripe, que são Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. O imunobiológico não previne o novo coronavírus que provoca a doença COVID-19. Não há necessidade de todas as pessoas buscarem os postos nos primeiros dias, é preciso evitar aglomerações”, destaca Juliana Araújo, Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.
As pessoas com alguma comorbidade devem estar munidas de atestado médico para comprovar a existência da doença crônica. Os profissionais também precisam apresentar os crachás de trabalho ou documento que mostre vínculo empregatício para receber a imunização. Pela primeira vez o Ministério da Saúde inclui no público-alvo os caminhoneiros e motoristas de transportes coletivos.
A terceira fase da campanha contra Influenza será de 09 a 22 de maio, atenderá professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.
SOBRE A CAMPANHA DE INFLUENZA 2020
A primeira da fase da campanha de Influenza foi destinada ao público idoso, a partir de 60 anos e aos profissionais da saúde. Natal conseguiu atingir a meta de idosos em apenas cinco dias vacinando 90% do público idoso. Para os profissionais da saúde foi destinada vacinação no próprio local de trabalho e/ou nos postos da Prefeitura.
Até o final da campanha o município estima atingir 250 mil pessoas em 2020.
Compartilhe esta postagem

RN tem 376 casos confirmados de coronavírus, 37 nas últimas 24 horas, além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados; mortes somam 18

RN tem 376 casos confirmados de coronavírus, 37 nas últimas 24 horas, além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados; mortes somam 18

A Secretaria Estadual de Saúde Pública – Sesap divulgou no fim da manhã desta terça-feira (14) uma nova atualização dos números do coronavírus no Rio Grande do Norte. São 377 casos confirmados(37 nas últimas 24 horas), além de 2.430 suspeitos e 1.948 descartados. Óbitos somam 18.
No boletim epidemiológico anterior, divulgado nessa segunda-feira(13), o Rio Grande do Norte registrava 339 casos confirmados, 2.698 suspeitos, 1.573 descartados e 17 óbitos.
As 18 mortes no RN foram registradas nas cidades de Mossoró (6), Natal (5), Tenente Ananias (2), Cerro Corá (1), São Gonçalo do Amarante (1), Taipu (1), Lagoa de Pedras (1) e Apodi (1).
Compartilhe esta postagem

CBF tem proposta na mesa: ‘Brasileirão’ sem torcida e todos os jogos em SP; clubes divididos em dois grupos de dez, classificando-se quatro de cada, para fase mata-mata

CBF tem proposta na mesa: ‘Brasileirão’ sem torcida e todos os jogos em SP; clubes divididos em dois grupos de dez, classificando-se quatro de cada, para fase mata-mata
Foto: Fernando Moreno/AGIF
Tem uma proposta na mesa da CBF, com a aprovação da grande maioria dos clubes, que poderá tornar possível o início do Campeonato Brasileiro deste ano ainda durante o confinamento.
O Flamengo é o único que ainda não concordou.
A ideia é fazer a bola rolar já a partir de maio, mas com todos os jogos em São Paulo, sem viagens aéreas ou presença de público.
Entre os estádios escolhidos, Morumbi, Allianz Parque, Arena Itaquera, Vila Belmiro, Barueri, Brinco de Ouro e Bragança Paulista. Os hotéis e centros de treinamento também serão disponibilizados aos clubes.
Os 20 clubes mesmo, divididos em dois grupos de dez, classificando-se quatro de cada um. E aí entra a fase do mata-mata.
A Globo, neste modelo apresentado, continuará exibindo os jogos das quartas-feiras e domingo.
SporTV ou pay-per-view, às terças, quintas, sextas e sábados.
Procuradas, as partes diretamente envolvidas não se manifestaram.
Coluna Flavio Ricco – UOL
Compartilhe esta postagem

Fiocruz divulga possível eficácia de medicamento contra covid-19

Fiocruz divulga possível eficácia de medicamento contra covid-19
fiocruz_-_pesquisaPesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificaram, em laboratório, que o antirretroviral atazanavir pode inibir a replicação do novo coronavírus em células infectadas. Os resultados obtidos ainda precisam ser confirmados através de testes clínicos com pacientes para que o medicamento se torne uma possibilidade no combate à doença.
A pesquisadora Milene Miranda, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), avaliou que os resultados foram muito promissores, já que o antirretroviral, usado no combate ao HIV, não só inibiu a replicação viral como reduziu o quadro inflamatório das células infectadas.
Compartilhe esta postagem

Máscara de pano barra até 70% da carga de vírus

Máscara de pano barra até 70% da carga de vírus
Mulheres usam máscara no Centro de Niterói | Fabiano Rocha

Neste tempo de pandemia da Covid-19 é muito importante discutir o uso das máscaras. Tudo em relação a virologia depende da quantidade de vírus presente no corpo da pessoa infectada. É a chamada carga de viral.
Para infectar o ser humano precisamos de um número de partículas virais definida ou dose infectante. Por exemplo, se tratarmos um paciente com Aids e baixamos sua carga viral no sangue, este paciente não é mais infeccioso. O mesmo quando utilizamos a camisinha.
Quando vamos para os vírus respiratórios, as coisas são semelhantes. Um paciente infectado por vírus respiratórios, como a influenza ou coronavírus, libera milhões de partículas de vírus em suas gotículas exaladas pela tosse ou espirros. Estas gotículas vão se depositar no rosto ou mãos de pessoas não-infectadas e podem agora infectá-las diretamente.
Outra via de infecção se dá pela deposição das gotículas em superfícies como mesas, banheiros, barras de ônibus, corrimões, elevadores, etc, e aí contaminam as mãos das pessoas não-infectadas que levam o vírus a boca ou olhos.
O uso da máscara por uma pessoa infectada seja sintomática ou assintomática diminui a dispersão das gotículas e por consequência a carga de vírus ambiental. Temos as máscaras de materiais sintéticos ou papel tratados que são utilizadas pelo pessoal de saúde e são essenciais nesses tempos de coronavírus. Essas máscaras industriais tipo N95 e as PPF2/3 têm um alto poder de filtração das tais gotículas suspensas, tanto para expelirmos quanto para inspirarmos os vírus.
A população não deve utilizar estas máscaras para poupá-las para os médicos, enfermeiros, e outros profissionais lidando diretamente com os pacientes internados com Covid-19. Porem, o resto da população deve se beneficiar também deste equipamento utilizando máscaras caseiras feitas de pano.
Vamos utilizar as máscaras de pano comerciais ou caseiras o tempo todo porque, mesmo que uma máscara de pano, dobrado 2 a 3 vezes, não barre 100% a carga de vírus exalada ou inalada no meio ambiente, ela pode barrar algo entre 60% e 70% . Assim, a carga de vírus depositada em superfícies diminui e consequentemente a transmissão do vírus também cai.
Este benefício se dá de duas formas: quem está infectado só deixa e só exala 30% da carga de vírus e os não infectados só recebem 30% dos 30% exalados, ou seja, 9% da dose infectante. Isto é uma queda formidável na dose infectante e, além desse benefício, a máscara caseira protege o nariz e boca contra uma autoinoculação. Assim o uso em larga escala da máscara baixaria drasticamente a carga de vírus circulante na comunidade.
Temos que lembrar que uma vacina muito eficaz imuniza 90% dos indivíduos e pode nos livrar de epidemias de sarampo, poliomielite etc. Em analogia, o uso em larga escala da máscara caseira, em casa ou na rua, seria como uma vacina contra o coronavírus. Porém, é uma vacina que deve ser utilizada todos os dias.
Mas, importante: o uso da máscara de pano não pode substituir o isolamento social, a higienização das mãos, e o cuidado de não levar as mãos ao rosto. Ela é uma medida de prevenção aditiva. Precisamos também perder esse estigma da máscara relacionando seu uso a doenças.
Acho que a população asiática lida bem com isso e vemos grande parte da população utilizando máscaras. Vamos todos usar máscara em casa e na rua. Os sintomáticos e os assintomáticos. A proteção dada pelas máscaras não é somente individual, mas, sim, comunitária.
Respeitem a si, respeitem ao próximo, mantenham isolamento social e usem máscaras o tempo inteiro. Todos devem ter, no mínimo, duas máscaras, uma para usar e outra de reserva limpa.
Lave-as com água, sabão e um pouco de água sanitária. Resumindo, a máscara, mesmo de pano, é uma vacina para vírus respiratórios. Porém, é uma vacina que temos que usar o tempo todo! E, reforçando: ela não substitui o isolamento social.
*Amilcar Tanuri é virologista chefe do Laboratório de Virologia Molecular do Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
A Hora da Ciência – O Globo

Compartilhe esta postagem

Brasil tem 700 mortos e mais de 14 mil infectados por Covid-19

Brasil tem 700 mortos e mais de 14 mil infectados por Covid-19
As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 10h30 desta quarta-feira (8), 14.152 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 700 mortes pela Covid-19.
AmazonasBahia e Ceará confirmaram novos casos e mortes. No fim da noite de terça-feira (7), o Maranhão divulgou um novo balanço em que o número de casos subiu para 270 e o de mortes, para 11.
O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde desta terça-feira (7), aponta 13.727 casos confirmados e 667 mortes.
Com informações do G1
Compartilhe esta postagem

Bebê recém-nascido de Natal é a 11ª morte por Covid-19 no RN, informa Sesap

Bebê recém-nascido de Natal é a 11ª morte por Covid-19 no RN, informa Sesap
O Saiba Mais – Agência de Reportagem, informa que a secretaria de Estado de Saúde Pública confirmou nesta quarta-feira (8) a morte de um bebê recém-nascido por Covid-19 em Natal. É o 11º óbito registrado no Rio Grande do Norte, o terceiro na capital potiguar. Por se tratar de uma criança com 4 dias de vida, o caso é inédito no Estado e está sob investigação complementar.
O secretário-adjunto da Sesap Petrônio Spinelli afirmou que o bebê nasceu com dificuldade de respiração e, após as primeiras investigações, o diagnóstico foi confirmado. O óbito ocorreu ainda na maternidade. A mãe da criança está sob investigação para saber se também está com a doença.
Leia matéria completa aqui.
Compartilhe esta postagem