Homens se passaram por padres e “celebraram” na Canção Nova


Ocorrido na ultima quarta feira (13/12), dois farsantes se passando por padres estavam no presbitério junto ao Padre Roger Luís, na Santa Missa da Canção Nova.

Estes dois farsantes já foram condenados pela Igreja Católica e estão invadindo as paróquias se passando por PADRES CATÓLICOS.

Comunicado Cúria Diocesana de Caruaru

Diocese de Caruaru reconhece e respeita o direito constitucional à liberdade religiosa do nosso país. Todavia, tendo recebido comunicação fidedigna sobre o uso de vestes eclesiásticas e litúrgicas por parte de cristãos leigos residentes em Gravatá – PE e Camocim de São Félix – PE e tendo em mãos fotografias que confirmam esta usurpação, a Diocese de Caruaru, no uso das suas atribuições, declara que:

• José Lucas Carlos Pinheiro, nascido em Gravatá aos 11/02/1998

• Jonathan Alifer Albuquerque da Silva, nascido em Apucarana – PR aos 07/06/1996

• Carlos, de Camocim de São Felix

afastaram – se da Igreja Católica, Apostólica, Romana e vem confundindo o povo com roupas litúrgicas da Igreja Católica, afirmando que celebram Missa e outros sacramentos, numa inequívoca afronta a legislação vigente notadamente o Artigo 7° do Decreto n. 7.107, de 11/02/2010 (Acordo Brasil – Santa Sé), que “garante a proteção dos lugares de culto da Igreja e de suas liturgias, símbolos, imagens, e objetos cultuais, contra toda forma de violação, desrespeito e uso ilegítimo”

Conclamamos os fiéis Católicos a permanecerem em comunhão com a Igreja Católica, com o Papa Francisco e com o Bispo Diocesano, e, portanto, a não participarem de celebrações por eles promovidas, pois as mesmas não têm nenhum valor religioso ou sacramental. O Código de direito canônico preceitua que, “quem não é promovido à ordem sacerdotal e simula a administração de um sacramento, seja punido com justa pena” (Cân. 1378 e 1379).

Declaramos também que se os mesmos manifestarem o desejo de voltar à Igreja Católica, onde foram batizados, renovando com declaração publica o propósito de aderir à disciplina da Igreja Católica, poderão ser readmitidos à comunhão eclesial, após um período de renovação espiritual.

Cúria Diocesana de Caruaru, 13 de outubro de 2017

Pe. Emerson Mozart da Silva
Chanceler da Cúria

Dom Bernardino Marchió
Bispo diocesano de Caruaru

Fonte: Xua do Agreste 
Compartilhe esta postagem

Ronaldinho vai concorrer ao Senado pelo mesmo partido de Bolsonaro


O ex-craque Ronaldinho Gaúcho será mais um que deixará os gramados para se aventurar no campo da política. De acordo com o blog de Lauro Jardim, em O Globo, Ronaldinho se filiou recentemente ao PEN, futuro Patriota, e vai disputar uma vaga no Senado pelo estado de Minas Gerais.

O acordo foi costurado junto ao vice-presidente da sigla, Gutemberg Fonseca. No Patriota, o ex-jogador terá o apoio de Jair Bolsonaro, que saíra candidato à presidência da República 2018. O partido ainda contará o ex-jogador Somália, que deve se candidatar como suplente do camisa 10.

Apesar dos detalhes estarem praticamente certos, Ronaldinho só vai confirmar a candidatura de forma oficial em março de 2018, quando serão permitidos as inscrições para filiação partidária.

O ex-jogador sempre fez questão de demonstrar sua grande identificação com o estado de Minas Gerais, principalmente após ter sido peça chave na inédita conquista da Copa Libertadores 2013, pelo Atlético-MG, em 2013.  Além de Ronaldinho, outros ex-craques do clube já enveredaram para o ramo da política, casos de Eder Aleixo, Reinaldo, João Leite e Marques.

Via: Jovem Pan 
Compartilhe esta postagem

Assembleia aprova projeto que reconhece importância econômica do sal no RN


Durante votação realizada esta semana na Assembleia Legislativa, foram aprovados, em plenário, dois projetos de lei da deputada Larissa Rosado (PSB). O primeiro deles reconhece a utilidade social e econômica da extração e do beneficiamento do sal no Rio Grande do Norte. O segundo declara o espetáculo teatral Natalis, encenado em Mossoró, como patrimônio cultural, imaterial e histórico do Estado.

“A aprovação do projeto referente à extração salineira é um reconhecimento à atividade e ajudará a sensibilizar os governos estadual e federal no sentido de mostrar a importância econômica e social do sal para todo o país”, argumenta Larissa.

O RN é um dos maiores polos da extração de sal marinho do país, tendo a região Oeste como principal centro de produção e beneficiamento do produto no Estado. A atividade salineira envolve uma vasta cadeia de serviços, sobretudo nas cidades do litoral norte potiguar, mais especificamente nos municípios de Mossoró, Macau, Areia Branca, Galinhos, Grossos, Porto do Mangue e Guamaré. Segundo informações do Sindicato das Industrias de Extração do Sal do Estado, são gerados cerca de 15 mil empregos diretos e 70 mil indiretos.

Natalis

O espetáculo Natalis é encenado desde 2015 pelo grupo Diocecena do Colégio Diocesano Santa Luzia, sempre durante a tradicional Festa de Santa Luzia, padroeira de Mossoró. “O enredo que conta a história do nascimento de Jesus Cristo, como uma mensagem de paz, reflete no fortalecimento da fé cristã e reafirma a vocação de Mossoró para os grandes espetáculos como o ‘Chuva de Bala no País de Mossoró’, ‘Auto da Liberdade’ e ‘Oratório de Santa Luzia’, conhecidos nacionalmente”, comemora a parlamentar autora da proposição.

Via: Robson Pires 
Compartilhe esta postagem

Aeroporto de Natal anuncia 355 voos extras


A Inframerica, administradora do Aeroporto de Natal, prevê para a alta temporada de verão – período que inicia nesta sexta (15) e vai até final de janeiro de 2018 – um movimento de 355 voos extras. Somados à malha regular, a quantidade de voos chegará a 2.722 entre pousos e decolagens.

Neste período, ainda de acordo com a administradora, estão previstos mais de 354 mil passageiros distribuídos entre embarques e desembarques.

“A segunda quinzena do mês de dezembro, com as comemorações de Natal e de Ano Novo, deverá ser mais agitada. Os dias mais movimentados devem ser 22, 23, 29 e 30 de dezembro, vésperas das festividades. A Inframerica calcula para as datas um fluxo diário de aproximadamente 8 mil passageiros”, acrescentou.

Para a época de alta temporada, o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves também informou que contará com reforço nas equipes de atendimento ao cliente, operações e segurança, que trabalharão em regime de escala e plantão. “Toda a operação visa a garantir a segurança de passageiros e funcionários”, acrescentou.

O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, também conhecido como Aeroporto de Natal, fica em São Gonçalo do Amarante, cidade da região metropolitana da capital potiguar.


Via: G1
Compartilhe esta postagem

Durante entrevista Zenaide Maia fala sobre Reforma da Previdência, renúncias fiscais e erros cometidos pelo Governo Federal


A deputada federal Zenaide Maia foi entrevistada netas quarta-feira (13) na Rádio Povo – FM 87.9, em Caicó, no programa Glaucia, Suerda & Você. Durante a entrevista, a parlamentar falou sobre seu mandato, Reforma da Providência, Educação e o que levou a agir como uma deputada participativa e que tem conquistado cada vez mais admiradores.

Durante a entrevista, a deputada Zenaide Maia chamou atenção para a questão da Reforma da Previdência. Na sua opinião, quando o Governo  Federal fala que a Reforma da Previdência é para retirar privilégios de servidores públicos, não fala a verdade. “Privilégios estão dando para bancos e aos grandes empresários. O Governo Temer fala da Previdência falida, mas concedeu uma renúncia fiscal de R$ 25 bilhões do Banco Itaú e R$ 13 bilhões de grandes empresários”, argumenta a deputada. Para a deputada, essa renúncia significa retirar investimentos na Saúde, Educação e Segurança. No último dia 22 de novembro, o Congresso Nacional aprovou cinco projetos de Lei, que retiraram R$ 10 bilhões da seguridade social.

Zenaide Maia também criticou a postura do Governo Federal, de colegas deputados que não estão vendo o lado do povo e os juros que continuam altos, além da inflação que ainda existe.

“Estar do lado do povo, agir com simplicidade. Se todos os parlamentares pensassem assim jamais tirariam os direitos do povo. E se me perguntarem: Qual a sua maior alegria desse mandato? É saber que não estou envergonhando aqueles que votaram em mim ou que pediram voto para mim, pode parecer simples, mas é muito importante pra mim”, declarou Zenaide Maia.

Compartilhe esta postagem

Reivindicações de Ezequiel visam beneficiar municípios de seis regiões do Estado

Crédito das Fotos: Eduardo Maia

Por entender que saneamento básico, programas de moradia, aumento de efetivo policial, reforma de escolas e de ginásios de esporte são importantes para os municípios do interior do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) encaminhou ao governo do Estado solicitações para proporcionar esses benefícios para cidades de seis regiões Agreste, Trairi, Seridó, Central, Médio Oeste e Vale do Açu.

“O saneamento básico é um item essencial para toda a sociedade para que sejam evitadas doenças que provém dos esgotos a céu aberto. O saneamento proporciona uma situação higiênica saudável para os habitantes de uma cidade, além de ser relacionado com o abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto e a limpeza urbana”, assim justifica Ezequiel Ferreia a solicitação que fez para que a Companhia de Águas e Esgotos (CAERN) faça um estudo de viabilidade para a execução do saneamento básico em Espírito Santo, na região Agreste.

Ainda para essa região, o deputado solicitou a implantação do programa Moradia Cidadã Servidor e Cidadã Municípios e programa Cartão Reforma para beneficiar os moradores de São José de Campestre.

Para o Trairi os requerimentos foram para os municípios Tangará com a recuperação do ginásio poliesportivo vereador César Barbosa de Lima, enquanto que para a região Central o deputado Ezequiel Ferreira solicitou o programa Cartão Reforma para Pedra Preta.
Reformas das escolas professor Gerson Lopes Ferreira Pinto e professor Antônio Dantas foram requeridas para Apodi e da escola Francisco Regis Filho, em Rodolfo Fernandes na região Médio Oeste.

Para o Vale do Açu o deputado Ezequiel Ferreira reivindicou a reforma das escolas Adalgiza Emídio da Costa, em Carnaubais e João Francisco da Costa, Maria da Glória de Azevedo e Coronel Ovídio Montenegro, no município de Ipanguaçu. A solicitação para o Seridó foi o aumento do efetivo policial e melhorias das condições de trabalho para a Polícia Militar em São Vicente.

 
Compartilhe esta postagem

Em dois ataques quase que simultâneos bandidos destroem duas agências na PB


Duas agências bancárias tiveram caixas eletrônicos explodidos nas cidades de São João do Cariri e Puxinanã, no Agreste paraibano, na madrugada desta quinta-feira (14). Em um dos casos os suspeitos entraram em confronto com a Polícia Militar. Na outra, a casa vizinha a agência ficou com a estrutura da casa comprometida.

O primeiro ataque ocorreu por volta de 1h30, na cidade de São João do Cariri. Segundo a Polícia Militar, cerca de seis homens que estavam em uma caminhoneta explodiram o único caixa de um banco privado. Nessa ocorrência, depois da explosão os suspeitos foram surpreendidos pela chegada da Polícia Militar. Houve confronto, mas a viatura acabou ficando com o pneu furado na perseguição.

Já na cidade de Puxinanã, um grupo fortemente armado explodiu um caixa eletrônico de um correspondente bancário. A explosão foi tão forte que chegou a danificar parte da parede da casa de uma moradora vizinha. A explosão ao caixa em Puxinanã ocorreu três dias após o serviço voltar a funcionar. Há dois anos a cidade estava sem o caixa eletrônico depois de uma explosão.

De acordo com o Sindicato dos Bancários da Paraíba, este ano já ocorreram 72 casos de violência contra estabelecimentos bancários no estado. Entre os casos, são 52 explosões, dois assaltos, 13 arrombamentos e cinco tentativas.

 G1PB
Compartilhe esta postagem

Petrobras anuncia queda de 2% nos preços da gasolina e do diesel


A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 14, um novo ajuste para os combustíveis, com queda 2% no preço da gasolina nas refinarias. Os preços do diesel também terão redução de 2%. Os novos valores valem a partir desta sexta-feira, dia 15 de dezembro.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho passado. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.

Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Por Beth Moreira
Compartilhe esta postagem

Comércio eletrônico espera faturar mais de R$ 8 bilhões no Natal


O Natal é historicamente considerado uma das principais datas para o varejo eletrônico. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a estimativa de faturamento neste ano é de R$ 8,428 bilhões, um crescimento de 12% em relação ao ano passado.

No total, a expectativa é que as lojas virtuais brasileiras recebam mais de 27 milhões de pedidos, com tíquete médio de R$ 308. As categorias mais buscadas devem ser “Informática”, “Celulares”, “Eletrônicos”, “Moda e Acessórios” e “Casa e Decoração”. A previsão leva em conta as compras realizadas entre os dias 20 de novembro e 22 de dezembro.

Via: Robson Pires 
Compartilhe esta postagem

‘Tem que pegar pena máxima’, diz mãe de fisiculturista morta sobre julgamento de acusado no RN


A mãe da fisiculturista Fabiana Caggiano,assassinada em Natal no ano de 2013, enviou vídeo ao G1 em que cobra a condenação do acusado de matar a filha. Itália Caggiano diz ter certeza que Alexandre Furtado Paes é o responsável pelo crime e que deve pagar pelo que fez. “Tem que pegar pena máxima”, declarou.

Alexandre Paes, que era casado com Fabiana, vai a julgamento nesta quinta-feira (14). O júri acontece a partir das 8h no Fórum Miguel Seabra Fagundes, Zona Sul de Natal. Ele é acusado de matar a mulher por meio de estrangulamento. A atleta tinha 36 anos de idade quando foi assassinada, em dezembro de 2012, dentro de um hotel em Natal.

Dono de uma academia de musculação na cidade de Osasco, em São Paulo, Alexandre Paes passou mais de 2 anos sendo procurado pela polícia. Ele foi encontrado e preso no dia 30 de novembro de 2015 em Ibiúna, na Grande São Paulo. Depois, foi trazido à capital potiguar. Atualmente, está detido no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, na região metropolitana de Natal.


Via: G1 RN 
Compartilhe esta postagem

Consumidor poderá se inscrever em cadastro para não receber ligação de telemarketing


Ligações insistentes de telemarketing, em que atendentes tentam vender um produto ou serviço, estão entre os fatos que mais irritam os consumidores e geram inúmeras reclamações diárias para órgãos de defesa. Empresas podem ficar proibidas de ligar para o consumidor caso se torne lei o PLS 420/2017, aprovado em decisão final nesta quarta-feira (13) pela Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC).

Conforme o texto aprovado, órgãos públicos de defesa do consumidor deverão disponibilizar um sistema pelo qual o consumidor que não deseja mais receber chamadas de telemarketing pode se inscrever no cadastro. Para isso, basta que ele procure o serviço e liste os números de telefone, fixo ou celular, de sua titularidade.

Via: Robson Pires 
Compartilhe esta postagem

Dom Antônio: “Nem Jesus conseguiu unanimidade”



Em entrevista exclusiva, Dom Antônio Carlos conta como está sendo sua experiência com o pastoreio na Diocese de Caicó, fala sobre sua rotina episcopal, o rodízio de padres nas paróquias, as mudanças no Sistema Rural de Comunicação e sobre alguns assuntos que ele se envolveu que tiveram repercussão além do esperado.

Dom Antônio Carlos, Bispo de Caicó. Foto: Dyego Leandro.

Gláucia Lima: Dom Antônio, como está sendo a experiência com o bispado?
Dom Antônio: Iniciei o meu pastoreio aqui na Diocese de Caicó no dia 24 de maio de 2014. Nesses três anos e meio tenho vivido uma experiência desafiadora e bonita. Sou carioca, filho de pais alagoanos, por isso carrego no sangue o DNA do nordeste, mas ao mesmo tempo trago o sangue do Rio. Cada vez mais tenho aprendido a amar este povo com sua cultura. Admiro muito a capacidade de resiliência que o seridoense tem diante de tantas dificuldades, sobretudo da crise hídrica. É muito bonita a religiosidade popular nesta região, principalmente as novenas dos padroeiros.
GL:   É uma tarefa fácil ser bispo aqui na Diocese de Caicó?
DA: A Diocese de Caicó tem um clero que tem um grande senso de eclesialidade, ou seja, de pertença à Igreja, por isso sabe muito bem acolher um bispo que vem de outra região. Nossa diocese tem vários desafios, mas não é uma Diocese problemática. Os desafios são próprios da missão: transformar a religiosidade em espiritualidade, fazer que não haja uma separação entre fé e vida, entre dimensão espiritual e social; ajudar o povo a conviver com a seca; dar uma formação integral aos futuros padres da nossa diocese, ter uma formação permanente para o clero e as religiosas etc.
GL:   Como é a rotina de um bispo?
DA: Ordinariamente temos missas diárias nos seminários, no mosteiro, no abrigo, na Fazenda da Esperança. Diariamente temos reuniões e atendimentos aos fiéis, etc. Constantemente somos convidados a visitar as paróquias para as festas dos padroeiros, para crisma, para encontros e tantos outros motivos. Também temos os compromissos envolvem o nosso regional nordeste 2, que engloba os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, totalizando 21 dioceses. A sede do nosso regional se encontra em Recife, por isso, algumas vezes por ano temos naquela cidade reuniões. Sou o bispo referencial para a juventude neste regional e também tenho compromissos decorrentes dessa função. Anualmente temos a assembleia geral ordinária da CNBB, em Aparecida, no estado de S. Paulo.
GL: Desde que assumiu a Diocese, o senhor já promoveu duas vezes mudanças nas paróquias. Por que essas mudanças são necessárias?
DA: Na verdade foram quatro mudanças, sempre no final do ano, desde 2014. Por que acontecem as mudanças?  Vários motivos podem provocar uma transferência. Todo pároco recebe uma provisão por seis anos. No final desses anos ela pode ser renovada ou não. Outros padres são transferidos porque sentem necessidade ou porque são necessários em outras funções. São inúmeros os motivos. As mudanças são boas, pois começar um novo trabalho é sempre um desafio, tanto para o padre como para o povo. Numa época que a nossa Diocese tinha poucos padres, as transferências não aconteciam com frequência, pois tínhamos poucas opções. Hoje, graças a Deus, temos um bom número de padres. A chegada de novos padres também provoca essas mudanças, pois precisamos abrir espaço tanto para os que já estão no ministério como para os que estão chegando. O papa Francisco nos fala de uma Igreja em saída. Esta Igreja em saída exige que os seus ministros também estejam em saída.  Este processo se iniciou no episcopado de Dom Jaime, foi levado adiante por Dom Delson e agora estou dando continuidade.
GL:       Há alguma repercussão interna, no clero, os padres são avisados previamente ou é o senhor quem decide e já orienta a mudança?
DA: Há sempre uma repercussão interna, mas ela é muito mais positiva do que negativa. Primeiramente eu converso com o Vigário Geral e com os vigários episcopais, depois escuto os padres envolvidos e por último conversamos com o conselho presbiteral, que é formado por doze padres.  Normalmente o clero é receptivo, são poucos os casos que acontecem resistências fortes. Acho que isso é expressão da comunhão do nosso clero.
GL:       Houve também mudanças no Sistema Rural de Comunicação. Quem assume? A rádio terá outro perfil na nova administração ou segue a mesma linha?
DA: O Pe. Welson Rodrigues do Nascimento irá assumir a função de diretor do Sistema Rural de Comunicação. Cada diretor tem a liberdade para estabelecer o estilo do seu trabalho. Com certeza o Pe. Welson dará o seu toque, assim como Monsenhor Tércio e Pe. Ivanoff deram o seu. Pe. Welson há anos que tem trabalho com as nossas rádios, inicialmente em Parelhas, e posteriormente, em Currais Novos. Na medida em que ele for entrando na dinâmica do trabalho, com certeza verá mais de perto os desafios.
GL:      E Padre Ivanoff vai mesmo morar em Roma?
DA: O Pe. Ivanoff estava há nove anos nesta função, faltando um ano para acabar o segundo quinquênio, pois a nomeação para esta função tem a duração de cinco anos, podendo ser renováveis. Ele fez 20 anos de ministério ordenado e sentiu a necessidade de dar uma parada para fazer uma reciclagem. Ele irá para a América Central, no primeiro semestre fará um curso para acompanhantes psico-histórico-espirituais na Guatemala. No segundo semestre fará uma experiência missionária numa comunidade rural da Nicarágua.
GL:      2018 é ano eleitoral. O senhor é visto por parte da população como um defensor de posições políticas? Qual deve ser sua postura como pastor da igreja em um momento pré-eleitoral?
DA: Conforme Aristóteles, o homem é um animal político. Entendemos política como a arte e a ciência do bem comum. A partir desses conceitos teremos que admitir que toda pessoa é política. Outra coisa é a política partidária ou a politicagem.  Um pastor não deve fazer política partidária, pois numa comunidade de fé existem fieis com as mais variadas opções. A politicagem, que é a política para beneficiar interesses próprios não deve ser feita por nenhum cristão autêntico.  A Igreja tem uma doutrina social, que foi sendo construída a partir de 1891. Um bispo quando se posiciona na questão social levará sempre em conta a evolução dessa doutrina. A doutrina social da Igreja defende o bem comum, a partir daqueles que são os mais vulneráveis na sociedade, que são os pobres e os excluídos. Esta defesa é um imperativo evangélico, pois foi sempre a postura de Jesus Cristo.
GL:      Qual orientação os padres devem seguir? Eles podem assumir publicamente suas posições políticas?
DA: Este raciocínio que apresentei para a postura do bispo nos momentos de eleições serve também para orientar os padres nas suas posturas nesses momentos de campanhas eleitorais.
GL:   E um padre que, porventura, deseje se candidatar, ele deve se afastar das atividades eclesiásticas?
DA: Há alguns anos que a Igreja no Brasil tem defendido que aqueles padres que vierem a se candidatar deverão ficar afastados das suas funções eclesiásticas, durante a campanha e o mandato, caso sejam eleitos. Isso acontece para que não caiamos na tentação de misturando os discursos, manipularmos o Evangelho.
GL:   Mesmo não sendo ainda confirmado, mas tudo leva a crer que uma religiosa cometeu suicídio em Caicó. Sendo o senhor um baluarte no combate ao suicídio, como sentiu esse acontecimento? A Igreja assiste de que forma os seus servos que passam por momentos assim?
DA: O suicídio no nosso Seridó é um fenômeno tão grave quanto a nossa crise hídrica. Ele não é problema de fé, nem problema moral. É uma questão de saúde. Por ser uma questão de saúde, nenhuma categoria está isenta de passar por esta situação, inclusive nós, homens e mulheres consagrados. Cabe a Igreja, assim como a toda sociedade, estar atenta aos sinais que alguém com ideias suicidas costuma emitir e tentar se antecipar ao ato. A Igreja Católica junto com outras igrejas, com as universidades estamos nos empenhando para que em breve abramos aqui o CVV (Centro de Valorização da Vida), com um plantão de 24h, com pessoas capacitadas que estarão abertas a atenderem as ligações de pessoas que precisam desabafar.
GL:    Recentemente o Rio Grande do Norte ganhou 30 novos Santos. Qual o impacto disso para a Igreja?
DA: Esses santos canonizados pelo papa Francisco no dia 15 de outubro foram 2 padres e 28 leigos que por causa da sua fé foram martirizados pelos holandeses calvinistas, no sec. XVII. Duas lições poderíamos de imediato tirar deste fato: a fé deve ser testemunhada. Martírio significa testemunho. Segundo lição: nunca mais a intolerância, seja ela por qualquer motivo. A intolerância cega, a intolerância mata.
GL:   Dom Antônio, o senhor se envolveu em assuntos que tiveram repercussão acima do esperado. O Senhor se sentiu incompreendido ou vítima de má interpretação por parte dos paroquianos?
DA: Unanimidade é um conceito mais teórico que real. Nem Jesus conseguiu a unanimidade. “Todo ponto de vista é a vista de um ponto”. As divergências muitas vezes aparecem a partir de que ponto estamos enxergando, por isso é normal surgirem divergências. As divergências não podem servir de motivação para gerar intolerância. O que diverge de mim, não necessariamente é meu inimigo. Precisamos crescer na arte de conviver com as divergências, de construir a unidade na diversidade, de constantemente nos perguntarmos mais pelo que nos une do que por aquilo que nos separa. Cada vez precisamos ser construtores de pontes em vez de construirmos muros, como nos lembra tanto o papa Francisco. Nessa perspectiva procuro entender os conflitos que surgem por causa das divergências de opiniões.  Gosto muito de uma citação que o papa Francisco faz de Martin Luther King no nº 118 do Documento Amoris Laetitia: “Isto lembra-me Martin Luther King, quando reafirmava a opção pelo amor fraterno, mesmo nomeio das piores perseguições e humilhações: «A pessoa que mais te odeia, tem algo de bom nela; mesmo a nação que mais odeia, tem algo de bom nela; mesmo a raça que mais odeia, tem algo de bom nela. E, quando chegas ao ponto de fixar o rosto de cada ser humano e, bem no fundo dele, vês o que a religião chama a “imagem de Deus”, começas, não obstante tudo, a amá-lo. Não importa o que faça, lá vês a imagem de Deus. Há um elemento de bondade de que nunca poderás livrar-te. (…) Outra forma de amares o teu inimigo é esta: quando surge a oportunidade de derrotares o teu inimigo, aquele é o momento em que deves decidir não o fazer. (…) Quando te elevas ao nível do amor, da sua grande beleza e poder, a única coisa que procuras derrotar são os sistemas malignos. Às pessoas que caíram na armadilha deste sistema, tu ama-las, mas procuras derrotar o sistema. (…) Ódio por ódio só intensifica a existência do ódio e do mal no universo. Se eu te bato e tu me bates, e eu te devolvo a pancada e tu me devolves a pancada, e assim por diante… obviamente continua-se até ao infinito; simplesmente nunca termina. Nalgum ponto, alguém deve ter um pouco de bom senso, e esta é a pessoa forte. A pessoa forte é aquela que pode quebrar a cadeia do ódio, a cadeia do mal. (…) Alguém deve ter bastante fé e moralidade para a quebrar e injetar dentro da própria estrutura do universo o elemento forte e poderoso do amor».
GL:   Caicó encontra-se numa situação de fragilidade dos serviços, sobretudo, de assistência à saúde. Essas necessidades chegam à igreja de uma forma direta?
DA: Com certeza nos momentos de maiores privações, os pobres normalmente procuram as Igrejas, pois ainda percebem nelas uma possibilidade de socorro. A saúde com certeza é uma das dimensões com mais fragilidades hoje no nosso país, sobretudo, nesse momento que se cortam os gastos com o social e se aumentam os gastos para garantir os votos dos aliados visando aprovar medidas que beneficiam interesses de minorias ou livram políticos de acusações de corrupção. Com certeza isso é um clamor que chega aos céus e Deus com certeza nos questiona pelo sangue derramado de tantos irmãos.
GL:   O que deseja aos leitores e caicoenses para o ano que vai iniciar? 
DA: O ano novo se aproxima. É sempre oportunidade de recomeço. Ele só será novo se formos capazes de reconhecer o que envelheceu na nossa vida e que precisamos deixar para trás, renovando o nosso coração e a nossa mente. Estamos vivendo um momento complexo da história, que para alguns poderá ser visto como o fim da linha, mas para outros será a possibilidade de dizermos: basta, vamos fazer diferente. Depende de nós. Dentro de nós está o ano velho e o novo, dependerá de cada um ver qual será aquele que viverá, ou aquele que vamos alimentar. Para nós cristãos, um mundo novo é possível, desde que seja feito no espírito daquele que faz nova todas as coisas: Jesus Cristo.
Publicada na Revista Collecione.
Compartilhe esta postagem